Bem Vindos - Welcome - Bienvenidos - Benvenutto

Objetivei com a idéia deste blog, compartilhar com todos os amigos e interessados em cultura, literatura, crítica e incentivo, um pouco sobre meus conhecimentos e sobre mim.
Aqui, você pode e deve expressar sua opinião a respeito do conteúdo, através de seus comentários, em-mails ou enquetes. Você pode também compartilhar o conteúdo em suas redes sociais.
Agradeço a todos os leitores e visitantes!
Namaste!

CasadeLilo, desde 2008

terça-feira, 3 de março de 2009

Eu Liricando - Seus vestígios...

Seus vestígios...

É.. seu rosto angelical, seu ar sedutor, não passaste de suas artimanhas, pra transportar.. tanta falsidade e dor..

O que antes havia renegado, e mal falado, hoje te compõem em agrados e aceitos, você não pode nem ao menos ocultar seus defeitos!

Em suas falas esperanças, em suas falsas promessas, em sua falsa vida, o seu falso caráter te desdenha e indica.. você me evita, por que ainda teme que eu possa te afetar..

Nunca neguei que deveras ainda restam vestígios de seus encantos, mas que me afetam de maneira incomum, não me trazem amor, apenas dor.. de ter ferido meu orgulho, e dos sentimentos, outro algum.

Hoje, averiguo seus passos, e deveras encontro suas pistas, expostas, a olho nu, a vista, pra que todos te notem, sua falta de classe, deselegância e covardia, te tornaram um mal amado, sem categoria.

Atingiste o meu ego, e eu seu potencial, sei que te conquistei, e sua fuga foi a indiferença, que te perseguiu, até minha desistência.

Dias desejei sua amizade, mas nessa falsidade, hoje, desejo certezas e purezas, que comportarão achados, porém longe, longe de ti, por que são tesouros resguardados, que não te podem aderir!

Minhas palavras certeiras, que te enforcaram as besteiras, muito mais do sexo, quis ser real, o que sustentei como certo, e ousado, mantive posto ou colocado, mas não cedi, e nem mudei, sou o que sempre fui, e sempre serei, apenas me amoldo com o gênio e convívio das pessoas.

Escorpiano do pulso firme e do coração forte, o ciúme que me compuseste, deveras fosse mais forte. Hoje o ciúme tornou-se ego, orgulho, e você, tornasse todo aquele primeiro sentimento, no meu pior entulho, que acarreta meus dias, por pesar na consciência, e na sua ausência, amaldiçoaste minha vida, e trouxeste a mim a falência!

Vantagens eu colhi, deveras amadureci, e hoje mostro ser o correto, enquanto seus idéias e suas conquistas não passam da incompetência de alguém sem afeto!

Perdão.. mas hoje pretendo levar meus dias, enquanto lhe trarei, sem vingança, agonias!

Não serei eu o culpado, mas o os dias passam, o tempo vai, e serás julgado, enquanto..sorridente, do mais alto espaço, te guardarei até o ultimo estado.

Por Lincoln Ohszmãnn

Nenhum comentário:

Receba as atualizações em seu e-mail.

Like!