Bem Vindos - Welcome - Bienvenidos - Benvenutto

Objetivei com a idéia deste blog, compartilhar com todos os amigos e interessados em cultura, literatura, crítica e incentivo, um pouco sobre meus conhecimentos e sobre mim.
Aqui, você pode e deve expressar sua opinião a respeito do conteúdo, através de seus comentários, em-mails ou enquetes. Você pode também compartilhar o conteúdo em suas redes sociais.
Agradeço a todos os leitores e visitantes!
Namaste!

CasadeLilo, desde 2008

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Ame

Ame!

Amei tanto...
Amei de mais, amei excessivamente..Amei de alma, corpo e mente..

Pequei por tanto amar e ao descobrir que nos amores da vida, nunca soube aproveitar.
Amei de menos a quem ao menos me amou, e amei tão frígido, o que me cansou.

Amei tanto, À tantos e amei esquecer.. esquecer de me amar.

Permiti a mim o sofrimento,
Permiti a dor,
Permiti a tristeza,
Permiti as lágrimas
Permiti o perdão.
Só não permiti me perdoar.

Doei saúde,
Doei lágrimas
Doei energias
Doei felicidade
Doei alegrias..

Só não doei sorriso aos meus dias.


Amargurei a mim,
a meu coração,
Amargurei o ciúme,
Supri a
insegurança
Descolori a vida..
Rabisquei a esperança.

Arranquei de mim,
Pedaços lhe entregues,
A do
r que ficaste em mim,
Foi para que não se alteres.

A bele
za do órgão,
Antes perfeito,
Se foi po
r amar,
Amar sem jeito.

O novo tornou-se usado
Mas dentre tudo,
Meu amor foi o mais ousado.

Descobri no amor,
O mais belo sent
imento,
E do amor,
A razão de todos os meus sofrimentos.

Todos vivem até amar,
Depois que amam, e perdem,
Todos passam a ostentar,
Uma paz que todos querem.

O amor seduz,
O amor entorpece,
O amor faz juz,
Enquanto cresce.
O amor nos consome,
E nos castiga,
Por que fazemos da conversa,
A briga.

O amor é indigesto,
Ao enciumar nosso corações,
O amor é um protesto,
De exclusivas paixões.

O amor é a espera,
O amor é angústia,
Pelo amor se venera,
Se engrandece a astúcia.

O amor nos aquece até frios sentirmos a ausência,
O amor existe, pra ser a combustão da saudade,
O amor veio pouco, pra que poucos conheçam a
sua verdade.

O amor é vasto;
O amor é sublime.
O amor um trato,
Que nos reprime

O amor é o amanhecer,
O novo dia,
É o entristecer, assim;
Na solidão do fim,
Deste dia.

O amor é gesto,
Palavras,
O amor é poesia,
O amor quieto,
E nos grita,
Consumindo, pela surdina.

O amor é tabagista,
É alcóolatra,
O amor é consumista,
Depressivo.

O amor é cheio de defeitos, e o causador de muitos defeitos.
Mas o amor é forte
O amor é bruto.
Não nos pede; ao arrancar-nos,
O sentimento absoluto.

E por mais que imperfeito seja o amor,
Seremos eternos amantes.

Serei sempre seguidor, do que me tornou odioso e fulminante.

Amor..






[Lincoln Ohszmãnn]

Nenhum comentário:

Receba as atualizações em seu e-mail.

Like!