Bem Vindos - Welcome - Bienvenidos - Benvenutto

Objetivei com a idéia deste blog, compartilhar com todos os amigos e interessados em cultura, literatura, crítica e incentivo, um pouco sobre meus conhecimentos e sobre mim.
Aqui, você pode e deve expressar sua opinião a respeito do conteúdo, através de seus comentários, em-mails ou enquetes. Você pode também compartilhar o conteúdo em suas redes sociais.
Agradeço a todos os leitores e visitantes!
Namaste!

CasadeLilo, desde 2008

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Último


Último.

“Ao som tétrico dos temores,
Fluem flores,
Fluem cheiros,
Fluem amores.

No sabor mais agridoce,
Trôpegos os passos,
Voltam como se fossem,
Percorrer sem deixar rastros.

No odor mais cintilante,
Vibra fúlgido o diamante,
Em tempos idos,
Trazem-nos avante.

Foi-se, vai-se, indo.

Cintilando pés descalços,
Retornam sorrindo.
Um sabor degradê;
Um cheiro,
Um clichê.


Dos tetos velhos,
Ao rosto de papelão,
Na prata mais simpática,
Das pupilas enfáticas,
Olhar do coração.

Trocam-se vocábulos,
Por palavras mais colocadas,
As frases mais perfeitas,
As orações mais odiadas.
Sintaxe mais relevante,
Das estrofes, insinuante.

Ao dissipar das histórias,
Dissociam-se raízes,
Se perdem as memórias;
Buscam-se matrizes.

Os signos do início,
Buscam,
Rastros não deixados;
Indícios.

De fronte meu sorriso,
Revive o sabor alegre,
Aos lábios imprecisos,
Confiscam nostalgia do ósculo jamais entregue.

Se assemelha o gosto,
Preposto,
A plumas e gravetos,
Da beleza mais metódica;
Na displicência de cadáveres,
Repouso em altares,
Degustando esqueletos.

No vazio por entregar,
Esfria ínfimo o corte,
Último absinto a se esperar;
O beijo da morte.”


Por Lincoln Oms

Nenhum comentário:

Receba as atualizações em seu e-mail.

Like!